Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
onde buscar investimentos

Onde devo buscar investimentos para começar um negócio?

Onde devo buscar investimentos para começar um negócio?

A maioria das pessoas que pensam em abrir um negócio próprio se depara com uma dificuldade em comum na hora de empreender: o capital necessário para começar a empresa. Esta verba inicial é muito importante para o nascimento de um empreendimento, uma vez que é necessário dinheiro para financiar os fornecedores e arcar com os primeiros gastos exigidos para a abertura de uma empresa. 

É muito comum que os novos empreendedores não tenham todo o capital para tirar a empresa do papel. Nesse sentido, o primeiro passo para buscar o investimento necessário para abrir uma empresa é fazer um planejamento básico para identificar os custos iniciais para colocá-la em ação. É importante que esses custos incluam detalhes como:

  • Taxas de abertura e registro em cartório;
  • Impostos;
  • Aluguel de espaço, caso necessário;
  • Gastos com energia;
  • Linha de telefone e instalação de internet;
  • Mão de obra. 

Vale lembrar que esta etapa do planejamento financeiro inicial deve ser feita apenas quando a ideia de negócio estiver bem estruturada. Isso significa, portanto, que você já deve estar com um modelo de negócios definido e ter estudado cuidadosamente o mercado em que está entrando, além dos possíveis riscos e oportunidades que ele oferece. 

Onde buscar financiamento para começar um negócio?

Com o modelo de negócios e o planejamento financeiro em mãos, é hora de conseguir o capital necessário para abrir a empresa. Existem diferentes fontes financiadoras possíveis, sendo que cada uma delas apresenta vantagens e desvantagens. O ideal é estudar todas as possibilidades cuidadosamente antes de escolher pela melhor opção para o futuro do seu negócio. 

Conheça as principais opções disponíveis:

Recursos próprios

A primeira fonte de financiamento a ser considerada é seu próprio patrimônio — que inclui não apenas o dinheiro guardado em investimentos ou poupanças, mas bens pessoais que podem ser vendidos (como carro, por exemplo). Esta é uma opção vantajosa porque não implica em dívidas e juros bancários para o empreendedor, além de exigir menos burocracia que as modalidades de financiamento ou empréstimo bancário.

Empréstimo direto de conhecidos

Embora seja recomendado muito cuidado ao fazer acordos financeiros com amigos e familiares, esta opção não deve ser descartada. Por mais que exista confiança e intimidade entre você o conhecido que está emprestando o dinheiro, o ideal é formalizar este empréstimo por meio de um contrato, de modo a evitar desentendimentos e conflitos no futuro. 

Empréstimo bancário

Solicitar um empréstimo junto ao banco em que você possui conta pode ser mais uma alternativa para quem está buscando capital para começar uma empresa. É necessário, entretanto, estar muito atento aos juros e taxas cobrados pela instituição bancária, pois geralmente eles encarecem bastante seu investimento. 

Investidores externos

Mais comuns no mercado startups, os chamados investidores-anjo são regulamentados pela Lei Complementar 155/2016, que permite o investimento de R$ 50 mil a R$ 600 mil em microempresas e empresas de pequeno porte. De acordo com a legislação, este tipo de investidor não é considerado sócio da empresa, e obtém um retorno financeiro de até 50% dos lucros, por um período de 5 anos. 

Sócio investidor

Outra opção para quem está atrás de recursos financeiros para abrir uma empresa é conseguir um sócio que disponha de capital para investir no negócio. É preciso que, além de estar disposto a aplicar o dinheiro em sua ideia, este sócio seja de confiança e esteja ciente de suas obrigações e responsabilidades dentro da organização que está sendo criada. 

Deve ser estabelecido um contrato social, assinado por ambas as partes, definindo a participação e as obrigações de cada um na sociedade. Vale lembrar que, mesmo que um dos sócios entre apenas com a parte financeira, ele tem todo o direito de deliberar e opinar sobre as ações realizadas pela organização. 

Financiamento coletivo

Também chamado de “vaquinha online” ou crowdfunding, o financiamento coletivo é uma forma de fazer com que várias pessoas se identifiquem com sua ideia e aceitem financiar o projeto por meio de contribuições menores. Em geral, este tipo de ação tem como retribuição brindes exclusivos ou bônus aos doadores. A internet conta com diversos sites de financiamento coletivo, em que basta se cadastrar, expor sua ideia e estipular um valor a ser arrecadado para colocar o projeto em ação. 

Linhas de crédito para empresas

Instituições como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) oferecem linhas de crédito específicas para Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, além de Microempreendedores Individuais. Em geral, as taxas e juros cobradas são inferiores às aplicadas pelas instituições financeiras privadas, sendo muitas vezes mais vantajosas. 

Como uma empresa de contabilidade pode ajudar?

Conseguir o investimento necessário é apenas uma das etapas necessárias para abrir uma empresa, que também envolve o pagamento de taxas específicas, a escolha do sistema tributário mais adequado, organização de toda a documentação necessária e muita burocracia. As exigências para abrir uma empresa podem variar de acordo com a cidade ou Esta do, além da atividade comercial executada pelo empreendimento. 

Por mais que seja possível realizar todo esse processo de abertura sozinho, a orientação e o apoio de um escritório de contabilidade podem fazer toda a diferença, especialmente para quem está começando. Isso porque a terceirização da contabilidade para pequenas empresas permite que os gestores foquem no planejamento estratégico do empreendimento que está nascendo, sem se preocupar com a possibilidade de perder o controle sobre as finanças.

O conhecimento especializado em contabilidade garante economia e traz mais possibilidades de crescimento ao novo negócio, uma vez que ajuda nos processos de decisão e na organização tributária. As burocracias que envolvem a criação e manutenção da empresa podem ser facilitadas por meio da atuação de um contador, que evita a possibilidade de esquecer de cumprir com alguma obrigação fiscal. 

Como consequência da atuação de uma empresa de contabilidade, o negócio que está nascendo evita multas e processos que podem colocar o empreendimento em risco. No que diz respeito à captação de investimentos para abrir o negócio, o escritório contábil também pode ser crucial para a escolha do melhor método de financiamento e análise dos contatos estabelecidos. 

 

Nós da DJ Contabilidade somos uma empresa especializada em contabilidade para a indústria têxtil e contabilidade para escolas, estamos localizados na zona norte da capital São Paulo - SP.

Siga-nos:

FAÇA UMA AVALIAÇÃO FINANCEIRA GRATUITA PARA SUA EMPRESA COM A DJ CONTABILIDADE E TENHA 2X MAIS LUCRATIVIDADE!

Abrir Uma Empresa Pode Ser Algo Simples Facil E Rapido - DJ Contabilidade
Fechar Menu